© 2020 Pitcher Coaching | Todos os direitos reservados

CONTATO

E-mail: contato@pcge.com.br

Cel.: 16 98111-0400 / 98115-4000

SIGA-NOS

  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn

Qual característica Domina sua Gestão?

Atualizado: Fev 18


Parabéns! Você tem um negócio, tornou-se empresário.


Tornou-se empresário? Você sabe o que é ser um empresário?


Não, não estou te pedindo uma definição. Quero ir mais fundo e trazer à tona o verdadeiro sentido do termo empresário.


Descobrir isso fará toda a diferença quanto a como você conduzirá seus negócios daqui para a frente. Irá te mostrar o quanto você está, talvez, demonstrando ser apenas um auto-empregado. Será que você está cometendo esse mesmo erro básico?

(vide artigo "Você tem uma empresa ou um auto-emprego?")


Um verdadeiro empresário é um empreendedor. O que é um empreendedor? Você deseja estar nesse time?


Vamos recorrer a uma autoridade no assunto, Michael Gerber, escritor do livro O Mito do Empreendedor.


Gerber nos lembra que a maioria dos donos de negócios hoje começou porque ele, o dono do negócio, era um técnico em alguma atividade e pensou que deveria trabalhar num negócio próprio e não para os outros.


É assim no seu caso?


Você talvez fez algum curso ou faculdade e pensou em algum momento, talvez na faculdade ou mesmo depois, que deveria ter um negócio próprio. “Afinal, porque usar meu conhecimento para ganhar dinheiro para os outros?”


A realidade de um negócio apresenta 3 áreas em que se pode estar inserido:


1) Técnico.

2) Administrador (ou Gerente).

3) Empresário (empreendedor).


Onde você está?


No início da sua empresa, assim como ocorre normalmente com todos os demais negócios, o seu tempo era dividido mais ou menos assim:


70% como técnico, 20% como gerente e 10% como empreendedor.


Vamos entender a diferença.

Técnico é o executor. A pessoa que faz o serviço operacional do negócio. Possui uma habilidade considerável, o que o fez abrir a empresa. É como a história do contador, que, cansado de tanto receber trabalho no escritório para qual prestava serviço, abriu o próprio escritório de contabilidade. Agora, aquele contador é um auto empregado, pois continua fazendo todas as atividades, porém trabalha o dobro e descansa a metade.

Administrador é aquele que tem a competência que organiza, gerencia processos e pessoas, coloca ordem nas atividades. Esse perfil já calcula o valor dos produtos e horas de trabalho e procura delegar as atividades que pode. Porém, ainda está preso, buscando criar os processos perfeitos e os indicadores de desempenho ideais.

O Empreendedor inspira paixão pelo negócio. Ele possui a visão do futuro. Trabalha para gerar novas oportunidade e eliminar qualquer ameaça à sua empresa. Geralmente está pensando lá na frente. Busca, por diversos meios, ser a referência do mercado. Não operacionaliza, nem organiza, simplesmente vislumbra sua empresa no futuro.

Agora, reveja como é a distribuição do tempo da maioria dos donos de negócios. Onde você está?


Você também é um operador da empresa, vive “apagando incêndios” e tem pouco, ou nenhum, tempo para dar atenção à inovação e melhorias?


Michael Gerber sugere que a situação ideal seria:

10% Técnico, 20% Administrador (Gerente) e 70% como Empreendedor.

O que planeja fazer para estar nessa proporção?


Continue conosco neste canal. Você continuará recebendo muitas dicas para deixar de ser auto-empregado e passar ao comando de seus negócios.


#empreendedorismo #businessman #businesswoman #businesscoach #coaching #coach #training #digitalmarketing #dicas #motivação #sucesso #êxito #conhecimento #dicasdeblog #liderança #empresário #equipe

35 visualizações